encerrando ciclos

2006-12-11

updated – 11-fev-2007 –
Estou fazendo um update nesse post que é o que mais traz gente a este blog
——-

Então, Como vocês podem ler no segundo comentário deste post esse texto parece realmente não ser do Paulo Coelho…

Já que você chegou até aqui, leia o resto do meu blog, aceito críticas também…
———

Não sei se é do Paulo Coelho, mesmo se for, que seja! (preconceituoso, eu?)

Esse texto é muito bom!

“Sempre é preciso saber quando uma etapa chega ao final. Se insistirmos em
permanecer nela mais do que o tempo necessário, perdemos a alegria e o
sentido das outras etapas que precisamos viver.

Encerrando ciclos, fechando portas, terminando capítulos – não importa o
nome que damos, o que importa é deixar no passado os momentos da vida que já se acabaram. Foi despedido do trabalho? Terminou uma relação? Deixou a casa
dos pais? Partiu para viver em outro país? A amizade tão longamente
cultivada desapareceu sem explicações? Você pode passar muito tempo se
perguntando por que isso aconteceu. Pode dizer para si mesmo que não dará mais um passo enquanto não entender as razões que levaram certas coisas, que
eram tão importantes e sólidas em sua vida, serem subitamente transformadas
em pó. Mas tal atitude será um desgaste imenso para todos: seus pais, seu
marido ou sua esposa, seus amigos, seus filhos, sua irmã, todos estarão
encerrando capítulos, virando a folha, seguindo adiante, e todos sofrerão ao
ver que você está parado. Ninguém pode estar ao mesmo tempo no presente e no
passado, nem mesmo quando tentamos entender as coisas que acontecem conosco.

O que passou não voltará: não podemos ser eternamente meninos, adolescentes
tardios, filhos que se sentem culpados ou rancorosos com os pais, amantes
que revivem noite e dia uma ligação com quem já foi embora e não tem a menor
intenção de voltar.

As coisas passam, e o melhor que fazemos é deixar que elas realmente possam
ir embora. Por isso é tão importante (por mais doloroso que seja!) destruir
recordações, mudar de casa, dar muitas coisas para orfanatos, vender ou doar
os livros que tem.

Tudo neste mundo visível é uma manifestação do mundo invisível, do que está acontecendo em nosso coração – e o desfazer-se de certas lembranças
significa também abrir espaço para que outras tomem o seu lugar. Deixar ir
embora. Soltar. Desprender-se.

Ninguém está jogando nesta vida com cartas marcadas, portanto às vezes
ganhamos, e às vezes perdemos. Não espere que devolvam algo, não espere que
reconheçam seu esforço, que descubram seu gênio, que entendam seu amor. Pare
de ligar sua televisão emocional e assistir sempre ao mesmo programa, que
mostra como você sofreu com determinada perda: isso o estará apenas
envenenando, e nada mais.

Não há nada mais perigoso que rompimentos amorosos que não são aceitos,
promessas de emprego que não têm data marcada para começar, decisões que
sempre são adiadas em nome do “momento ideal”. Antes de começar um capítulo
novo, é preciso terminar o antigo: diga a si mesmo que o que passou, jamais
voltará. Lembre-se de que houve uma época em que podia viver sem aquilo, sem
aquela pessoa – nada é insubstituível, um hábito não é uma necessidade. Pode
parecer óbvio, pode mesmo ser difícil, mas é muito importante. Encerrando
ciclos. Não por causa do orgulho, por incapacidade, ou por soberba, mas
porque simplesmente aquilo já não se encaixa mais na sua vida. Feche a
porta, mude o disco, limpe a casa, sacuda a poeira. Deixe de ser quem era, e
se transforme em quem é.”
por Paulo Coelho

Anúncios

15 Responses to “encerrando ciclos”

  1. B. Says:

    Ótimo texto.

  2. Clara Sousa Says:

    A crônica “Encerrando Ciclos”, não é de Paulo Coelho, é de autora colombiana e ele apenas fez a tradução, passou para o português.
    Teve a cara de pau de assinar como se fosse o autor,como já era de se esperar,todos sabemos que é um notário plagiador. Mas desta vez se deu mal, pois foi desmascarado pela autora.
    Clara Sousa.

  3. Nicoli Says:

    A espertinha aí de cima fala assim dele porque nunca deve ter lido nenhum livro dele..

    Pro seu governo, no último livro dele, o Zahir, ele mesmo fala q atribuiram esse texto a ele, mas que NÃO tinha sido ele quem escreveu.
    Em nenhum momento ele disse que o texto era dele, embora ele tenha inteligência e talento o suficiente pra escrever textos bem melhores do que esse.

  4. Clara Sousa Says:

    Nicoli Says,
    espertinha é você, ele esclareceu o fato após ter sido desmascarado e processado pela autora.
    Os livros de Paulo Coelho são verdadeiro LIXO LITERÁRIO.
    Quer ler algo bem escrito Leia:
    Machado de Assis, Eça de Queirós, Guimarães Rosa,Oscar Wild, Proust, Gabril Garcia Marques, Zuenir Ventura, Fernando Pessoa, Clarice Lispector, Lia Luft, etc…. Coisa boa é o que não falta
    Nicole em vez de ler merda, vá para a escola se culturizar um pouquinho.

  5. Clara Sousa Says:

    Nicoli,
    espertinha é você, ele esclareceu o fato após ter sido desmascarado e processado pela autora.
    Os livros de Paulo Coelho são verdadeiro LIXO LITERÁRIO.
    Quer ler algo bem escrito Leia:
    Machado de Assis, Eça de Queirós, Guimarães Rosa,Oscar Wild, Proust, Gabril Garcia Marques, Zuenir Ventura, Fernando Pessoa, Clarice Lispector, Lia Luft, etc…. Coisa boa é o que não falta
    Nicole em vez de ler merda, vá para a escola se culturizar um pouquinho.

  6. Clara Sousa Says:

    ** A matéria publicada na Revista Época, e assinada pelo jornalista Ivan Padilha, esse texto( Encerrando Ciclos) – supostamente de autoria de Paulo Coelho – trata-se de um plágio!!! A psicóloga colombiana Sonia Hurtado, colunista do jornal El Pais, de Cali, fez a acusação, alegando ser a verdadeira autora, entrou na justiça com processo de págio contra P. Coelho. Quem quiser saber mais detalhes, basta dar um search na net e ler a matéria toda.

  7. manipulacoes Says:

    hum, lavagem de roupa aqui no meu blog…

    hehehehe


  8. Cada autor tem a sua forma de escrever, o seu estilo. Há os que gostam, outros não. É assim com Paulo Coelho, Machado de Assis, Eça de Queirós, Guimarães Rosa,Oscar Wild, Proust, Gabril Garcia Marques, Zuenir Ventura, Fernando Pessoa, Clarice Lispector, Lia Luft, etc…

    Ninguém escapou da crítica. Todos tem o seu valor, dentro da peculiaridade que a cada um pertence. O importante para o leitor é, após a sua leitura, identificar-se, e, além disto, tornar-se uma pessoa melhor.

    15 de novembro de 2007

  9. M..Antonieta Says:

    Concordo com o Fernando, o importamte e o leitor se identificar e se tornar uma pessoa cada vez melhor.
    Aliás, este texto não é do Fernando Pessoa????

  10. Elaine Says:

    Ow gente,desculpa pela invasão,mas vcs que estão discutindo se é ou não este texto de Paulo Coelho,não precisa chegar a esse ponto né?
    Pensei que a leitura mudasse comportamentos,mas pelo visto!!!Leiam algo sobre ética!!!!Cada um pensa de uma forma diferente ,o que n justifica que saiamos defendendo nosso ponto de vista nesse tom q vemos acima!!
    Clara,muito bom seu esclarecimento sobre de quem realmente é o texto.Navegando pela net vemos q ele é atribuído n só a Paulo Coelho, como a outros escritores famosos.
    Ah, outra coisa,acho que Paulo Coelho ser lixo literário ou n, isso vai de quem lê.Acredito que n seja tão lixo literário assim,é uma cultura popular, isso explica o número de vendas de cada livro.Ah e se é lixo ou n, vai de quem lê.Muito se comenta que é lixo,mas às vezes as pessoas nem lêem e saem criticando…


  11. […] passos e sobre a avalanche de coisas que acontecem nos momentos que os antecedem ele me mandou esse link, certamente não por causa do amor, mas por todo o resto que o texto […]

  12. Eliana Bonelli Says:

    A autoria de textos que trazem mensagens inspiradoras para uma mudança em nossas vidas, pode parecer irrelevante, mas não é.

    Realmente, a meu ver , é importante verificarmos a autoria de tudo quanto transmitimos via internet. Acabo de receber esse texto em formato de apresentação pps e a autoria foi atribuida a Fernando Pessoa. Embora não conheça profundamente a obra de Fernando Pessoa, o texto não condiz com o estilo literário do mesmo.
    Penso que devamos pesquisar a verdadeira autoria .
    Abrs
    Eliana

  13. Adonias Says:

    Paulo Coelho na minha opinião não é um lixo literário e sim uma merda literária. Quem aí já leu O Aleph e O Zahir do grande escritor argentino Jorge Luis Borges? Se leu deve muito bem saber que ele fez plágio,
    e um incapacitado que comprou sua cadeira na academia brasileira de letras, para um cara que já leu hemingway, Jack London,Gabriel Garcia Marquez e outros grandes escritores as garatujas desse cara provocam ansia de vômito.

  14. Adonias Says:

    Os grandes escritores, não são escritores comerciais,
    John Steinbeck, Hemingway, Henry Miller,Maximo Gorki,
    Jack London etc… Eu pergunto se algum escritor comercial que vendeu milhões e milhões de copias em em certo período de tempo alcançou a imortalidade eles estão fadados ao esquecimento assim como uma música brega,
    O Aleph e O Zahir de Jorge Luis Borges Permanecerá por gerações e gerações daqui alguns anos ninguém se lembrará de Paulo Coelho.

  15. Adonias Says:

    Oi Clara Souza você entende de literatura, poucos brasileiros citam vultos da literatura como você citou na sua réplica. Parabéns! Vamos incentivar a Cultura!
    Conheço todos os países da América do Sul e para minha vergonha o país que menos gosta de ler é o Brasil!! Cadê os grandes escritores de outrora?


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: